Seagri inicia estudo sobre as cadeias produtivas do Estado

Text Resize

-A +A

Compartilhar

08/07/2019

Como estão as cadeias produtivas da Bahia? Quais são as regiões mais propícias para o cultivo de cada cultura? A produção agrícola e agropecuária baiana está diminuindo ou aumentando? Quais são os melhores locais para se investir? E em qual tipo de lavoura ou criação? Os dados disponíveis estão precisos? Com eles é possível saber sobre determinadas zonas dentro de cada município ou apenas por região/território de identidade?

Para responder a estas e outras perguntas, o secretário da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura da Bahia (Seagri), Lucas Costa, vem se reunindo desde o início deste mês com os representantes de cada Câmara Setorial da Agropecuária Baiana, isto é, de cada cadeia produtiva (do milho, do cacau, da soja, do coco, do leite, da carne suína etc).

O objetivo é levantar a situação atual de cada cadeia produtiva em todo o Estado (frutas, fibras, raízes, grãos, laticínios, pecuária, dentre outras), região por região, para se ter um desenho completo e atualizado com todas as informações do agronegócio na Bahia. Com isso, será possível identificar os gargalos de cada setor e definir as ações da secretaria para estimular, melhorar e fortalecer todas as cadeias produtivas agropecuárias. 

“Iremos a campo, nas bacias produtivas, chamaremos os produtores e os representantes das cadeias produtivas de cada região para discutir o setor. Vamos trazer as informações para serem discutidas nas Câmaras Setoriais, organizar os dados e definir as políticas públicas para o desenvolvimento agrícola e agropecuário do Estado”, afirmou o secretário.

Na última segunda-feira, o secretário e equipe foram até o município do Conde para conhecer a produção local de coco. “Iremos conhecer e conversar com os produtores, recolher as demandas e trazê-las para a Seagri. O município do Conde é apenas o primeiro. Em breve, teremos um grande estudo sobre o coco. Isto será feito em todas as culturas”, informou o secretário.

 

O que são as Câmaras Setoriais

 

As Câmaras Setoriais constituem-se em fóruns de discussão entre os diversos elos das cadeias produtivas. Reúne entidades representativas de produtores, empresários, instituições bancárias e de outros parceiros no setor, além de representantes de órgãos públicos e de técnicos governamentais. Visam propor, apoiar e acompanhar ações para o desenvolvimento das atividades das cadeias produtivas do agronegócio em cada Estado.

Nos encontros, são discutidas questões de interesse da cadeia produtiva, tais como manejo, aplicação de defensivos, processo produtivo, comercialização e questões tributárias. Discutem, ainda, matérias que afetam, ou podem vir a afetar o desenvolvimento e o crescimento do agronegócio, identificando possíveis entraves que possam interferir no desenvolvimento do setor produtivo e afetar a renda do produtor rural para apontar soluções desde a produção até a comercialização.

 

Ascom Seagri

Letícia Belém

Foto: Letícia Belém