Marisqueiras de Canavieiras recebem equipamentos de proteção

Text Resize

-A +A

Compartilhar

30/03/2017
Imprensa Seagri
Area de Interesse 
Desenvolvimento Agrícola

Marisqueiras de Canavieiras recebem equipamentos de proteção

 

As marisqueiras de Canavieiras (a 560 km de Salvador) vão ter mais segurança para desenvolver suas atividades. A Bahia Pesca (empresa vinculada à Secretaria da Agricultura) vai entregar 45 equipamentos de proteção individual a estas profissionais. A ação será realizada na próxima sexta-feira, 31, às 16h, na sede da Associação Mãe da Reserva Extrativista de Canavieiras (na Praça Armindo de Castro, centro da cidade). Além disso, as marisqueiras serão cadastradas no CadCidadão, sistema que registra a situação social e econômica dos profissionais e encaminha-os para programas sociais e de crédito dos governos federal e estadual.  

EPI

“Cada conjunto de EPI, desenvolvido especialmente para o trabalho de mariscagem, é composto por pares de luvas e botas em neoprene, camisa em dry fit, e calça e boné em tactel com bloqueio de 98% dos raios UVA e UVB”, explica a coordenadora de promoção social da Bahia Pesca, Eliana Carla Ramos.

O conjunto possui fator de proteção ultra-violeta, que protege a pele e não absorve o calor solar, minimizando a incidência de câncer, desidratação e envelhecimento precoce. Além disso, as luvas e botas evitam que as mulheres cortem mãos e pés ao tocar os mariscos ou caminhar nas pedras.

“A melhoria da qualidade de vida das marisqueiras baianas passa necessariamente pela melhoria na qualidade de seu trabalho. É uma atividade com muitos riscos ocupacionais. Ao minimizarmos estes riscos, estamos protegendo nossas profissionais e contribuindo, ao mesmo tempo, para o aumento de sua produtividade”, explica o presidente da Bahia Pesca, Dernival Oliveira Júnior.

CadCidadão

Com o cadastramento no CadCidadão, que acontecerá logo após a distribuição dos EPIs, as marisqueiras poderão obter a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), emitida pela Bahia Pesca. A DAP é indispensável para acesso a políticas públicas como o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e o de Habitação Popular.

Com a DAP o pescador é reconhecido como produtor rural e pode acessar diversos programas do governo federal para desenvolvimento da pesca e aquicultura, como financiamentos com baixa taxa de juros e programas de moradia.

 

FONTE:

ASCOM BAHIA PESCA

Jornalista responsável: Jan Penalva (DRT/BA 3672)

Tel: (71) 3116-7154 / 9-9160-9687

Exibir no Canal do Agroinvestidor? 
0